Seguidores

sábado, 18 de junho de 2011

LEMBRANÇA



Hoje rolou uma lágrima sobre o papel
Manchando o sonho que descrevia
Lágrima gotejando sobre a minha pele
Sonho que deixei p'ra tras um dia.

Hoje abriguei os sentimentos
Escrevo ao de leve numa folha de rosa
Deixo a memória e dias cinzentos
E volto sorrindo à meninice gostosa.

Esqueço o tempo, e só levo o coração
Fico lá atrás a brincar às escondidas
E vou saltar à corda, viva de emoção
E na mão tenho as malhas preferidas.

Agora brinco de mãos dadas na roda
Soquetes branquinhos coração explodindo
Livre como pássaro e nada me incomóda
Quero ficar, deixem-me estou pedindo.

Aqui neste tempo, ameno e transparente
Sonhar, poder de pés descalços andar.
Que felicidade a deste dez réis de gente!
Princesa, só com a aldeia p'ra morar.

rosafogo
natalia nuno

2 comentários:

leonor costa disse...

Por vezes também gosto de lembrar a infância. É tudo tão bom.... mas passa tão depressa....No entanto, há sempre uma criança dentro de nós!
Sejamos felizes agora também, vivendo um dia após outro. Quem nos impede de sonhar?
Bjs.

manuel marques disse...

Agora que nossa meninice já é passada, como explicaremos a nossa loucura?

Abraço.