Seguidores

sexta-feira, 13 de fevereiro de 2015

íntimo sossego...



o sol faz sorrir a paisagem
brilha bem vivo, com esplendor
e uma estranha alegria
também meu coração sorri ao amor
neste solarengo dia...
na surdina do verde que avisto
alguns cantos harmoniosos
de pássaros vistosos,
nos campos confusão de colorido
flores que baloiçam ao vento
docemente sussurrando
enquanto meu coração segue
amando...

numa vertigem de volteios
andam as libelinhas em vibração
perdida nos meus devaneios
meu olhar de admiração

os lírios juncam a terra soalheira
o coração pu-la-me do peito em alvoroço
sinto-me uma desengonçada cegonha
no rosto trago a poeira,
e o bom humor deste dia que seduz
masgestoso, opulento,
em mim o triunfar do sentimento
tolho lágrimas, sou forte!
sou floresta de abraços
esqueço cansaços
hoje não falo de solidão nem de morte
nem da vida o dissabor
entrego-me ao manso labor
de ouvir a natureza, numa embriaguês
musical...suaves gorgeios
à vez à vez....
até ver escapar o dia a fumegar
d'alfazema outra vez.

natalia nuno
rosafogo