Seguidores

sábado, 9 de janeiro de 2016

o sonho vive em mim...



embriaguei-me  nos aromas
que me chegam aos sentidos
na minha mente os zumbidos,
bailam giestas ondulando
e a flauta do vento vai murmurando
rosas são paixão em chama
mais dia menos dia desfolhadas
pelos cravos amadas
fica-lhes do amor a chama

vida tão fugaz
ter nascido flor
e ao olhar para trás
os olhos vão fazendo a despedida
a paisagem é uma aguarela
esvaída...
mas o passado é minha pertença
gira na memória feito catavento
é eterno como eterna é a lua
é como doce alento
quando a vida me faz medo

trago em mim lembranças
guardadas em segredo
palavras que gemem
adormecidas na garganta,
pulam as minhas veias,
roseiras que ao vento tremem.

lembranças são estranhas flores,
estevas e rosmaninhos
que encontrei pelos caminhos
de tantas noites e dias
meus olhos foram delas vigias.

tão claro tudo vejo
o sonho vive em mim
feito da minha nostalgia.

natalia nuno
rosafogo