Seguidores

segunda-feira, 7 de setembro de 2015

poesia é amor...



sinto-me a receber o brilho
da lua cheia,
o coração cheio d’amor
esqueço por instantes o mundo de vazios
e os abutres que o habitam
esqueço a terra moribunda
onde a palavra amor está dominada
e a agressividade inunda...
só a palavra amor
vence o temor
não resta mais nada
a não ser a livre poesia,
linguagem iluminada
do afecto e da harmonia
linguagem que é coragem
da alma, oferece resistência
com valentia e emoção,
é mandamento e dedicação
porque o corpo do poeta começa no coração
estende-se pela sua pele

e termina no que escreve com devoção.

natália nuno 
rosafogo