Seguidores

sexta-feira, 14 de novembro de 2014

bate-me à porta a saudade....



Todas as forças consumi
evoco agora recordações
contemplo ternamente o tempo
de quando te conheci
sinto um leve rubor com a recordação
era tempo terno, tempo de ilusão
agora as recordações já se sobrepõem,
minha expressão já envelhecida
já lhe escapam os traços,
tudo são interrogações e expectavivas
os sorrisos, os passos... que fez o tempo
da minha vida?
Mergulho no passado
docemente recolhida...

Erro ao acaso pelo cais da vida
bate-me à porta a saudade
e num sonho revejo
com felicidade, e súbita
iluminação interior
os melhores tempos, tempos d'amor

meu pensamento voa
levando meus olhos numa aventura
excessiva,
o coração ama,
o sentimento não extinto
porque é amor o que sinto
viva, viva apelando à vida
degrau a degrau me facilite a subida.

meu coração ainda existe
numa teimosa nostalgia
que me ata à vida...

natalia nuno
rosafogo





pensamento



O passado é remota fragrãncia existente em nós,  o presente é tão inocente, tão criança, que nem a si se conhece... é um sopro cristalino, como pode saber que existe? E o amanhã é folha de trevo difícil de encontrar.

natalia nuno
rosafogo

quarta-feira, 12 de novembro de 2014

amor-perfeito...



abres minha mão para ler suas linhas
me assusto com a falta de teus beijos
pressentes espasmos de meus desejos
nos sonhos que em mim desalinhas?

vou-me encostando ao teu peito, agora
deixa-me sonhar sonhos que vêm de ti
não me impeças de caminhar nesta hora
quem sabe... a próxima não estarei aqui!

deixa-me partir quando as rosas abrirem
deixa alimentar o sonho q' em mim viveu
deixa os meus olhos morrendo, ainda rirem

acode aos meus lábios e deixa-me no peito
este vivo amor que um dia me enlouqueceu
explodindo em m' coração, amor perfeito...

rosafogo
natalia nuno