Seguidores

quarta-feira, 12 de novembro de 2014

amor-perfeito...



abres minha mão para ler suas linhas
me assusto com a falta de teus beijos
pressentes espasmos de meus desejos
nos sonhos que em mim desalinhas?

vou-me encostando ao teu peito, agora
deixa-me sonhar sonhos que vêm de ti
não me impeças de caminhar nesta hora
quem sabe... a próxima não estarei aqui!

deixa-me partir quando as rosas abrirem
deixa alimentar o sonho q' em mim viveu
deixa os meus olhos morrendo, ainda rirem

acode aos meus lábios e deixa-me no peito
este vivo amor que um dia me enlouqueceu
explodindo em m' coração, amor perfeito...

rosafogo
natalia nuno



2 comentários:

PÈTALA disse...

Olá Natália

Resumiria tudo numa palavra, PRIMOR!

É de facto uma delícia poder absorver todas as fragrâncias da tua escrita!

Os críticos que te atacam só podem estar debaixo de uma maligna cegueira!

Transpiras poesia por todos os poros!

As viagens fazem sempre bem. E ao que dizes esta também foi bem proveitosa. Fico muito feliz por isso.

Tudo de bom para ti e os teus.

Beijo

João

Natalia Nuno disse...

Retiro forças das tuas palavras, pois acredito muito pouco no que escrevo, nunca me dou por satisfeita, para ser franca, gosto no momento em que crio, aliás o melhor momento, depois apenas um ou outro eu considero bom.

Mais uma vez agradeço-te a leitura e a estima que retribuo e que sinto por ti.
bom fim de semana, fica bem
beijinho