Seguidores

domingo, 20 de julho de 2014

acerto-me com o tempo



acerto-me com o tempo
traz-me  uma lembrança amena
lembrança dos verdes anos
a bailar-me na imaginação serena
há varandas de sol nos meus olhos
e arco-íris nos meus cabelos grisalhos
nas minhas mãos flores de arbustos silvestres
pousando pássaros em seus galhos
dobram as alegrias, rompem  regozijos
numa chilreada sem fim,
e uma nota desgarrada, tocada
no jardim de mim
que não é novidade, são passarinhos
na minha saudade...

as estevas espargem perfumes
aqui e ali o verde e roxo dos campos
quanta fantasia tecida...
faço do sonho um paraíso encontrado
das palavras nascentes de vida
e da vida meu aprendizado,
tornam-se claras minhas esperanças
sonhos são leves como flocos
de algodão
sempre o coração a sobrepõr-se à razão,
dentro de mim longa é a saudade
ouço os ecos sombrios da serra
e ao longe...muito ao longe
cobertas de verdes e nostalgia
crescem as lembranças que
trago da terra....que deixei um dia.

natalia nuno
rosafogo