Seguidores

sábado, 12 de julho de 2014

sonho ou fantasia...



Se me quisesses como eu te quero
colorida de esperanças ficava a vida
e sonhos eu inventaria...
Assim restam-me poucas palavras
por dizer, nesta minha desmemória
ainda és tu a minha alegria
o desenrolar da minha história.
A nada se compara o amor
vivido em cálidos anos,
sentindo do teu olhar o calor
e as tuas mãos caprichosas
e fortes, cingindo-me num afago,
tempo de outrora... é agora
saudade que em mim trago.

Deixa-me ao menos pensar que sim
que tenho o desejado
ainda que seja só imaginação
quem dá o coração.traz seu destino
encadeado, súbitamente sofre
se não se sente amado!
Planto palavras para as ver crescer
sem compreender tudo acontece,
o teu corpo me acolhe
e em mim permanece
matamos a nossa sede,
lá fora há um pássaro
que canta com nostalgia, aqui dentro
dançam nossos corpos em harmonia.

natalia nuno
rosafogo







sexta-feira, 11 de julho de 2014

a canção do rio...



Corre o rio por debaixo da ponte
canta a canção milenar
espelha nele o sol
ao morrer no horizonte
e segue ofegante sem parar.
no salgueiro canta a rola fascinada
balouça o ramo à beira d'agua,
bordeja o meu olhar aqui,
calada...
a fruir os odores da natureza
serena e perfumada,
os pés metidos na água
os olhos nos peixes cor de prata
tudo está longe mas perto de mim
numa saudade que não desata
a lembrar-me donde vim

em mim o sonho presente
espero o raiar do dia impaciente
este sonho sempre dura
o rio  corre  debaixo da ponte
banha minha aldeia d' água pura,
e ali estou eu sozinha segredando-lhe
baixinho, vai amigo, vai,
segue teu caminho
deixa o meu sonho fluir,
deixa-me com a saudade,
deixa-me neste doce sentir...

natalia nuno
rosafogo