Seguidores

terça-feira, 14 de junho de 2011

PRINCESA EU ERA



Já fui princesa noutra era
Princesa de andar altivo
Tinha a vida toda à minha espera
E o coração por ti cativo.
Era então primavera estremecida
Nos olhos a tranquilidade dos lagos
De sonhos e amor feita a Vida
De ti a medida certa dos afagos.

E era o tactear da vida e seus segredos
Estrelas bailavam no meu horizonte
Sorriam os pássaros por entre os arvoredos
E amavas-me na frescura da fonte.

Tudo era felicidade ao meu redor
E tu, na lonjura embora perto...amor.

Nascia o sol a cada manhã só pra me ver
E caía a noite pra nos unir
Ternura nos teus gestos, força no querer
Assim a vida fazia de ti homem, de mim mulher.

E a princesa estendia para ti a mão
E a pouco e pouco
Aconchegada ao teu coração
O meu batia louco
A amargar dentro do peito
Escondendo o queixume
Daquele ciúme
Que me queimava daquele jeito.
Nos teus braços ainda me vejo
Trago domado o desejo
À beira de enlouquecer
Como foi possível perder
O que nunca foi por mim achado
Trago o coração magoado.

rosafogo
natalia nuno

Sem comentários: