Seguidores

terça-feira, 14 de junho de 2011

CANSEI...



CANSEI

Cansei, para mim és bolor que exala
Não quero mais amor, nem a tua fala
Podes até deitar-te a meu lado
Que no desejo darei um nó bem atado.
Cansei, meu amor libertei
Teus dedos nos meus cabelos?
Jamais... não voltarei a tê-los.

Não te quero e sem demoras
Já te vou trocando as horas
Nego teus beijos na minha face
Dos teus braços, não mais o enlace.

Cansei, do punhal que me craváste
Jurando, continuas dizendo que me amáste
Cansei, minha porta está fechada
Que desatino pensando que era amada
Palavras meigas não quero mais
Aos teus ouvidos não soarão mais meus ais.
Foste meu vício, meu veneno, meu mar
Cansei, nem do teu odor vou lembrar.

rosafogo
natalia nuno
(inspirado num Poema de Maria Dulce, na página Horizontes da Poesia), feito para comentar.

Sem comentários: