Seguidores

segunda-feira, 13 de junho de 2011

ACHAM-ME LOUCA?



Acham-me louca?
Porque ouço as lamúrias do vento?
E os pesadelos me assediam?!
Trago minha voz já rouca.
E minhas ideias já se esvaziam.
Porque falo de coisas perdidas?!
E as folhas verdes saúdo?!
São tantas as águas corridas
Que estou louca, não me iludo!

Ser livre, ter liberdade?
Atravessar mares, levar amizade?
No mais profundo do meu ser
Há solidão e há saudade
Resiste,  insiste, sem de mim se comover.
Mas eu quero paz e não tempestade!

Murmura o vento e eu murmuro
Falei às estrelas, que me diziam
Estás a ficar louca...é duro!
Voltam os pesadelos me assediam.
Mas estarei louca? E se não estivesse?
Impotente sim,
E o tempo que me entontece.
Assim da Vida?
Nada espero,
já nada acontece.

rosafogo
natalia nuno

2 comentários:

manuel marques disse...

"Há sempre alguma loucura no amor. Mas há sempre um pouco de razão na loucura."

Bjos.

pekenasutopias disse...

Há sempre tanta lucidez na loucura de um Poeta, Natália... parabéns pela tua!

Maria João