Seguidores

sábado, 4 de junho de 2011

AMOR LEMBRADO



Os teus braços rodeiam-me
Entre nós não há distância
Mas as minhas horas odeiam-me
Penetram na minha lembrança.
Uma aragem perfumada me tráz
Tranquilidade do tempo distante
Assim te aproxima e me dás
Séculos de amor num instante
Sinto a tua voz
Chega através da brisa
Fugaz é o momento em nós
Uma gota que desliza.

Diz-me que também me ouvirás
Olha-me ainda, mesmo que ausente
Se te aproximares darás
Com meu coração ofegando de contente.
Ouvirás como dos pássaros o chilrear
No nosso olhar crescerá o jasmim
Lágrimas de felicidade, farão nosso mar
Assim a Vida não terá fim.

Não haverá mais pranto obscuro
Nem andarei mais perdida
Desmemoriada talvez no futuro
Mas de bem com a Vida.
Quando a memória estiver distante
Procurarei ainda os dias luminosos
Aqueles em fomos amantes
E esquecerei os outros, os tormentosos.

Meus olhos ainda verão o incendiar dos teus
Mas inseguros perderão a recordação
Que fizeram a estes olhos meus?
Que me distanciaram do teu coração?

natalia nuno
rosafogo
imagem do blog para decoupage

Sem comentários: