Seguidores

segunda-feira, 30 de maio de 2011

LEMBRAS-TE AMOR?



Lembras-te amor
Do beijo roubado ao anoitecer
Lembras ainda seu sabor?
Como podes esquecer?
Lembras-te das mãos dadas,
do calor.
Recordo com saudade
este tempo do nosso amor.
Das caminhadas, do olhar
que me deitavas,
Da saudade quando me deixavas.

A réstia de sol que nos acompanhava
O sortilégio que nascia.
Quanto eu te amava!
Dia após dia...
Vestida de lua
Cerro agora os olhos e vejo,
A primeira vez que fui tua
O nosso primeiro beijo.

Lembras-te amor
Como sempre me quiseste pura?
Como apagar da memória?
Na lembrança, vence a ternura
E eu lembro a nossa história.

Hoje estão desvanecidos
os traços,
meus e teus.
Mas ainda aos meus ouvidos
As mesmas palavras de alvoroço
Atráz de mim os teus passos
Teu coração batendo, eu ouço!

Tua boca, descobrindo
a minha boca
Teus gestos eu preservo
como louca.
Mas é só lembrança
Que eu tento defenir
Na esperança ainda de poder sorrir.

Hoje resta a poeira
E o caminho que é morno
Quando estás à minha beira
Lá atrás eu retorno.

Tudo neste sonho suspenso
Nas horas desta tarde macia
Fui mais feliz do que eu penso
Tudo passou...e um dia?
Tudo se apaga no traçado
Dos sonhos de agora e d'outrora
Por amar-te e tanto te ter amado
Tenho pavor de ir embora.

natalia nuno
rosafogo
imagem blog para decoupage

Sem comentários: