Seguidores

quinta-feira, 2 de junho de 2011

AMOR VAZIO


Outro tempo invento
Desprendo o cabelo,
ao vento.
Faço outro traçado
E a ele prendo-me devagar
Levo a vida com cuidado.
Não quero á morte me entregar
E na morna tepidez das tardes
Lembro o amor com saudades.

Deixo os dias esquecidos
Liberto-me e sou mais eu
Disfruto dos sentidos
Rasgo a sede e vou ao céu.

Esqueço até quem me ignora
Os caminhos que não andei
Esqueço a raiva de certa hora
E a mágoa que calei.
Deixo mansamente voar
O pássaro que há em mim
Invento outro tempo de estar
Solta em  ti e tu em mim.

E se este tempo acabar
Deixa-me ir no desvio
Que eu quero caminhar
Na memória,
deste amor vazio

natalia nuno
rosafogo
imagem blog para decoupage

Sem comentários: