Seguidores

domingo, 5 de junho de 2011

A NOITE DEU-ME UMA ESTRELA




A NOITE DEU-ME UMA ESTRELA

A noite deu-me uma estrela
Mas morreu silenciosa
Como poderei esquecê-la?
Nessa noite nasceu meu fado
E uma lágrima teimosa
Foi caindo na guitarra
E o som desesperado
É loucura que me agarra.

A guitarra ainda chora
Num chorar arrastado
Recordo ainda agora
Que é meu destino, meu fado.

A estrela a noite me deu
Agarro-a entre meus dedos
Hoje sou errante judeu
Carregando fardos e medos.
E a estrela que veio do Céu
É talvez a última paixão
Deste pobre coração.

natalia nuno
rosafogo


imagem ret. blog para decoupage
Poema inspirado no verso da amiga Dulce «A NOITE DEU-ME UMA ESTRELA»









.

Sem comentários: