Seguidores

sexta-feira, 22 de abril de 2011

PARTO DE MIM QUEM QUERER SABER

 
Abro-te meus braços sem hesitação
Tomada dum desejo de te amar!
Faz-me o Amor estremecer o coração
E fica uma centelha de luz no olhar.

Rompe-se o silêncio, escuto o som do Amor
Entro nos prazeres dos tempos esquecidos
Obstinada procuro no sonho o calor
De quem se liberta e tem sentidos vivos.

O prazer é forte, deixo-me perder
Abro-te meus braços sem hesitação
Parto de mim sem querer saber!?
Se regresso ou fico pisando teu chão.

rosafogo
natalia nuno

Sem comentários: