Seguidores

quarta-feira, 20 de abril de 2011

ESSA TEIA


Meus sonhos flores desfalecidas
Minhas mãos trago calejadas
Meus olhos duas ilhas perdidas
As ideias de solidão invernadas

Os desejos rios correndo ao mar
No peito o coração já desfeito
Os olhos não permitem estagnar
A mágoa que abarcou meu peito.

Desaba o Mundo sobre a cabeça
Minhas horas são prata desfeita
Eu espero a Vida se compadeça

No coração é quietude que sinto
Mas a morte de mim suspeita
Sempre fujo quando a pressinto.

natalia nuno
.

2 comentários:

rosa-branca disse...

Olá Rósinha, este embora triste está belo demais, mas adorei o anterior. Beijos com carinho e boa Páscoa com saúde, paz e muito amor.

Natalia Nuno disse...

Que feliz com a tua visita, obrigada amiga, para ti também tudo bom assim como para os teus.
BOA PASCOA!

Beijinho