Seguidores

domingo, 28 de agosto de 2011

E O INSTANTE CHEGOU



É o instante, a hora de dizer:
Vem a voz da noite descendo

Amanhã posso morrer!
Na porta do silêncio batendo.
Esperei o momento
Numa lágrima sentada
E revolto o pensamento
Esquece, não lembra de nada.

E o instante chegou!
Na derradeira hora do dia
E à Terra que me gerou
Irei fazer companhia.

Vivi longas horas, falei
D'outros tempos que importava?
À volta dum sonho, sonhei
Os que não sonham, não sabem nada.
Criei poesia a meu modo
Ninguém compreende a profundura
Sou como sou não me incomodo!
Que achem que é loucura.

Sou como aranha que avança
Tece sua imensa teia
Que de sonhar não se cansa
Mesmo se o sonho já escasseia.

rosafogo
natalia nuno
imagem ret-blog imagens para decoupage.

Sem comentários: