Seguidores

domingo, 28 de agosto de 2011

NOSSAS VIDAS

Passas por mim num voo razante, eterno és neste mudo instante.















Já sós e ignorados, ante um vazio
P'la nossa própria voz...fechados!
Os anos vão marcando a nossa pele
até nos encherem de abulia,
dia após dia
Nossas vidas,
se esfumam em silêncio demorado
Passa por mim o tempo
em vôo razante
Eterno e mudo este instante.
Caio exausta,
enquanto o silêncio cresce,
a solidão desce.

Ás vezes vejo-te ao raiar da aurora,
meu peito em letargia se embriaga na hora.
Passa por ti a aragem,
por mim o fim da viagem.
Ligeiro voáste...partiste!
Eu sem ti,
já não sei se amor no peito existe.

rosafogo
natalia nuno
imagem do blog imagens para decoupage


Sem comentários: