Seguidores

sábado, 20 de agosto de 2011

ALQUIMIA É ESTA SAUDADE



Hoje o vento me acariciou
Me trouxe a última ternura da tarde
E a minha palavra se soltou
Neste poema de saudade.
Meu coração se iluminou
Esqueci até a longevidade.

Deixei-me feliz a sonhar,
Deixando que o caminho me leve
a qualquer parte
Mas o sonho nunca me satisfaz
Para quê (?)... coração enganar-te.

Na memória, tudo quanto amei
e quanto  já perdi...
Resta uma ténue fragância
Hoje meu amor (?),
sou companhia
para ti.

A vida me leva depressa,
e num sopro o coração
Em dias, noites e madrugadas
O sonho é já obsessão
Sigo cansada, ofegante...
a vida é
labareda sufocante.

Me surgem lembranças nesta tarde
Percorro com a memória
quanto caminhei...
Desse tempo inebriado, desse caminho
andado,
faltam-me palavras pra dizer de verdade
o quanto te amei!
Quanto os meus olhos te procuram
no passado.
Lembrança que ainda me perturba,
hoje caída que é a tarde,
Alquimia é esta saudade!

rosafogo
natalia nuno
imagem do blog imagens para decoupage



Sem comentários: