Seguidores

terça-feira, 4 de janeiro de 2011

HORIZONTE














HORIZONTE

É este o meu horizonte
Meus olhos o olham indecisos
Pregados em lonjuras ou aqui defronte
E meus passos seguem  precisos
A querer chegar algures
Como quem leva certeza.
Mas...perdidos em nenhures.

Trago meus olhos no chão
 Inquietos na  incerteza...
Ansioso e apertado o coração.

Nesta viagem sem regresso
Para onde quer que vire o rosto
Vejo sombrio o azul do universo
No meu horizonte o sol-posto.
Sou um viajante errante
Nas derradeiras horas do dia
a saudade
A vida foi um instante
Ora tempestuoso ora de serenidade.

natalia nuno
rosafogo

2 comentários:

Sentidamente disse...

A vida foi um instante! Instante que se prolonga e se prolongará ainda por muitos anos com saúde, paz e amor, na companhia de todos os que lhe são queridos. Assim o desejo a começar pelo ano de 2011, agora iniciado.
Um beijinho grande, como a minha amizade.

Natalia Nuno disse...

Grata MªJesus pela visita, para si também um ano
bom, com muita saúde, muitos passeios, e muita poesia.
Obrigada pela amizade e carinho
Beijinho para si e para à Catarina com amizade.
Bom Ano para ela um Ano Feliz.