Seguidores

sábado, 8 de janeiro de 2011

FRAGÃNCIAS














FRAGÂNCIAS

Trago o teu perfume enraizado em mim
Tão forte que o tempo não dissipou
És o lugar onde eu fui papoila, flor
Onde a vida se me desvelou
Assim como o primeiro amor.

Moça arisca de ardor juvenil
Gravada agora na minha memória
Sonhos, emoções mais de mil
Cheiro do meu cheiro
Terra da minha história.

Nasci em ti a mandato do destino
Despontei como o sol no horizonte
Ouço bem presente o eco do teu sino
Apesar da lonjura aqui defronte.
Não te esqueço e acalento a esperança
Terra minha eu te quero com ardor
Acompanhaste-me passo a passo em criança
Hoje retomo o fio da lembrança com amor.

rosafogo
natalia nuno

Á minha terra...

Sem comentários: