Seguidores

quinta-feira, 31 de janeiro de 2013

força de querer



anda em mim a força da tempestade
quem ousará querer parar-me?
sou corrente, comigo levo vontade...
e é na poesia que vou libertar-me.

nada nem ninguém impede de seguir,
meu caminho tem nome de liberdade
porque parar é morrer...é desistir!
acolho a esperança, sigo com saudade.

minha vida é longa carta aberta!
repleta de palavras mal rabiscadas
no silêncio da noite a alma se liberta

resta-me o jeito de semear e de colher,
palavras com aromas de madrugadas...
e abraçar-me ao tempo que resta viver...

natalia nuno
rosafogo
imag- net







Sem comentários: