Seguidores

sábado, 15 de outubro de 2011

OS PÁSSAROS PARTIRAM



Já a aurora me abandonou
Os pássaros partiram
Assim a vida me negou
E as gaivotas tristes sentiram,
o silêncio que em mim desceu
Cresceu...cresceu!
E fez de mim o que sou.

Sobem  as lágrimas rasas
a alegria se afastou
Voaram as ideias, sem asas
Assim resta o que de mim sou.

Perdi a firmeza dos passos
A vida bebeu-me a primavera
Abri-lhe de par em par os braços
Voltar atrás quem dera!
Meu coração está a tudo alheio
Já tudo e nada me invade
Mete-se este silêncio de permeio
Já nem sei, se o que sinto é saudade.

Ou será esperança que em mim habita?
Um vento perfumado que se quedou,
Meu coração ainda acredita!
E faz de mim o modo que sou.

rosafogo
natalia nuno
imagens do blog imagens para decoupage.

2 comentários:

leonor costa disse...

Pois tehamos um coração positivo que nos dê muita força para irmos sempre em frente!

Beijinhos

Natalia Nuno disse...

Olá Leonor, que bom que agora já te sinto por aqui, graças a uma amiga que me modificou o modo de comentar, agora sim já posso também agradecer a quem me visita.

Temos muito ainda que caminhar, o olhar permanece aberto de par em par, estaremos atentas a qualquer suspeita, vivamos com ventura intensa enquanto podermos.

Beijinho fica bem.