Seguidores

segunda-feira, 9 de maio de 2011

SENHORA DA ESPERANÇA



Hoje sou senhora do mar e do vento
Senhora de toda a natureza
Vai-se agitando meu pensamento
Olho o campo, na certeza
duma esperança
que mais ninguém crê
Esperança a compôr a paisagem
Nela vejo ainda a imagem
Daquela criança
Que só meu coração vê.

Raios do sol tranquilos
Domingos que não mais esqueci
Onde ligeiros como esquilos
Brincávamos aqui e ali.
Não vou chorar de saudade
De quem ainda se lembra de mim
Hoje é tamanha a felicidade
Que sou rosa de jardim.

Hoje sou senhora do mar e do vento
Esta saudade me enche de sofrimento
Que me grita aos ouvidos
Que é tempo de partir
Meus sonhos submergidos
Não voltarão a surgir.
Pede-me o coração que me alegre
Que em minha casa o sol bate
Que a tristeza logo segue
Não há nó cego que não desate.

rosafogo
natalia nuno

2 comentários:

Sonhadora disse...

Minha querida

Entre o mar e o vento, aspirei o perfume do teu poema e deixo um beijinho com carinho.

Sonhadora

Natalia Nuno disse...

Obrigada amiga linda, beijinho, boa semana.

rosafogo