Seguidores

quinta-feira, 23 de dezembro de 2010

REFLEXO





REFLEXO

Olhei o espelho, um rosto vi

Os lábios mordi

O olhar penetrante...

Havia ali alguém!?

A mim semelhante


Semelhança remota, muito aquém.

Reflexo, sem a essência da hortelã

Ignoro entre ambas o laço

Passaram àridos anos de solidão


Ambas nos perdemos no passo.

E EU

Afoita nesta manhã

Arrastada por um desejo de ilusão

Olhei o espelho, uma,

Duas vezes

E assim com ela me cruzei

E apesar das revezes

Eu no sonho me quedei.

E SONHEI


natalia nuno
rosafogo

Sem comentários: