Seguidores

quarta-feira, 15 de dezembro de 2010

SENTIMENTOS














SENTIMENTOS

Há réstias de cor
No fundo da minha tristeza
e AMOR
nos recantos da minha incerteza.
Esta teimosia
Traz-me emoção e saudade
Instantes de alegria
Momentos breves de eternidade.

Restos, bocados de esperança
E choros, meus desencantos
Nada trago de herança
Só saudades às escondidas
Com medo dos quebrantos

Fragilidades por mim sentidas.

Meu corpo, é muralha gasta
Foi-lhe o tempo tirando a força
Já a Vida de mim se afasta
Correndo que nem corça.
Já meus olhos de menina
Andam procurando o traço
Daquele rosto traquina
A cuja visão me enlaço.

Nos socalcos do rosto
Perdura já a confusão
Não sei qual a razão?!
Do tempo, atalhos lhe ter posto.
Talvez velho desgosto?!
Ou choros de saudade?!
Da vida alguns cuidados
Ou coisas próprias da idade
Ou meus segredos calados!?
Ou da idade que dói!

Nostalgia do tempo que já se foi.

rosafogo
natalia nuno

Sem comentários: