Seguidores

quarta-feira, 15 de dezembro de 2010

ILUDO-ME NA HORA?!













ILUDO-ME NA HORA?!



Iludo-me na hora?!
O amor não se cansou
Amemo-nos mais uma vez
Sem demora...
Afinal nada mudou.
Só o tempo talvez!

Abro-te minha porta!?
Vem minha vontade sossegar
Que a saudade fique morta
Quero este frio quebrar.
Um dia aprendi a amar-te!
E a saudade se fez sofrimento
Hoje meu querer ganhou alento
Quero num abraço apertar-te.

Meu coração se abriu,
de par em par
Para nos teus braços morrer
Também meu corpo sentiu
Desejo de se entregar
Sem força de se suster.

Anda nosso amor esquecido
Eu, caída no esquecimento
Saudade de haver perdido
Saudade que me dava alento.

Amanhece em meu corpo!?
Que seja eu a tua iguaria,
Doce, como um fruto maduro
Que o meu sonho já esfria!
Sem teu amor amarguro.



rosafogo
natalia nuno

Sem comentários: