Seguidores

quarta-feira, 15 de dezembro de 2010

ILUSÃO














ILUSÃO

O tempo se acaba, corre,

Também ele já morre.
Traz-me o tempo este cansaço
Me deixa  num labirinto
Também eu lhe perco o passo
Já nem sei se o que sinto, sinto.

Corre o tempo, quero recusar
Máscaras de choro e riso
Passado inteiro a murmurar
E um futuro indeciso.

Carrego sonhos aluados
Vindos bem lá da infância
Trago os olhos toldados
Debruçados na lembrança.

Este tempo, tudo ignora.
Tudo leva, menos esta melancolia.
Relembra-me a idade a toda a hora
E transforma  em noite meu dia.



rosafogo
natalia nuno

Sem comentários: