Seguidores

domingo, 12 de fevereiro de 2012

DIRIJO-VOS A PALAVRA




Dirijo-vos a palavra com a ilusão
de que me entendeis
Palavra que é arrancada
De dentro do coração.
Fantasia,
de quem passa sozinha o dia
e se põe a cismar...
Hoje tenho o silêncio do entardecer,
Côr sangue vivo a sangrar
O olho...com saudade de o voltar a ver.

Esqueço tudo, nesta magia silenciosa
E o tempo roda ligeiro,
sorrateiro...
E a vida vai-se impiedosa!

Amanhã há-de nascer um novo clamor
E a minha memória será ligeira
como ave do céu,
não se negará a relembrar o amor
que de novo se acendeu.
Oiço o sussurro da água corrente
E surge a nostalgia da idade feliz
E um sentimento bem diferente
a saudade que me diz:
Como estás envelhecida!
Cheia dos sinais da vida.

Mas as flores hão-de reflorir
os pássaros hão-de de novo gorgear
Novo amanhecer há-de vir
O sono hei-de vencer!!
Meu rosto há-de me agradar
E a minha palavra alguém irá entender.

natalia nuno
rosafogo

6 comentários:

manuel marques disse...

Palavras sábias.

Beijo

Aikatherine disse...

fantasiaa ja rakkautta. Harmoniaa ja hiljaisuutta. Kaunis runo ja musiikki. Toivon teille hyvää ja onnellista ystävänpäivää..

Jessica Neves disse...

Natália,

Mais um blog encantador

Sem dúvida escreve com o coração e com muita alma

Parabéns

Beijinhos *

Jessica Neves

Natalia Nuno disse...

Obrigada Manuel, pelo carinho da visita.
beijo

Natalia Nuno disse...

Aikatherine

Kiitos ystäväni, sellaista arvostusta ja visita.Desejo teille kaikkea hyvää. Kissy

natalia

Natalia Nuno disse...

Oi Jessica, agora que não vou ao Luso, te visitarei sempre que possa.

Grata amiga, beijinho