Seguidores

sexta-feira, 30 de setembro de 2011

ALGUMA COISA EM MIM



Quero cerrar os olhos
Esquecer a vida!
Deixar-me a ouvir o regato
no vale
E numa ventura infinitiva
Deixar o sonho ser real.
Este sonho que é feito
de migalhas entrelaçadas
Dum tempo que trago no peito
com imagens amadas.

Embacia-se a vista
com o fumo que se desata
das lembranças
O passado minha memória conquista
Recordo o tempo das esperanças.

As palavras ficam quietas na boca
No coração uma terrível estreitura
Um vendaval lembrando ser já tão pouca
A Vida que trago presa à cintura.
Darei meu coração por alimento
À vida que me traz derrubada
Se até meu respirar é sofrimento
Que mais queres de mim?
Vida danada...

natalia nuno
rosafogo
imegem do criative blog

1 comentário:

manuel marques disse...

Grato pela partilha.

Beijo e bom fim de semana.