Seguidores

domingo, 9 de setembro de 2012

nasce sempre mais uma rosa



Dou valor novo
a cada dia que passa
encontro sempre motivo
no que me rodeia
a tristeza calei-a!
E a alegria de novo se incendei,
soltam-se-me das mãos os queixumes
os dias morrem aos molhos,
de longe chegam pássaros da infância,
Trazendo a incerteza nos olhos.
E eu sinto-me hoje
e a cada dia regressada
vinda nem sei de onde,
talvez do nada
ou de tudo o que me foge

sacudo a cinza da lembrança
fica de novo a descoberto
e no azul do céu leio a esperança
a céu aberto.

Minha alma é um rio
onde a chuva cai generosa
mesmo estando a vida por um fio
no seu solo sempre
nasce mais uma rosa.

natalia nuno
rosafogo

Sem comentários: