Seguidores

sexta-feira, 14 de setembro de 2012

meus sonhos de vidro






Meus sonhos de vidro
colorido,
há uma canção que os embala,
sussurro de vento meio perdido,
acalentando-me na saudade.
Começa o dia a clarear,
há um sentimento de proximidade
nossos corpos se entrelaçam
tuas mãos me acariciando,
em febre fumegando
de paixão...

os planetas à distância vão girando
enquanto em nós a chama vai ardendo
desta vontade constante de amar,
e meu sonho vai revolvendo
o mar da nossa fantasia,

sem o sonho como a vida seria?

dentro de mim há longos rios
que sonham o impossível
vindos das lembranças do tempo,
desta saudade incurável,
que me amarra e cinge para sempre,
a este amor  irrecusável,
amor perene, amor vivido,
e eu dormito neste sonho
de vidro colorido.
O sonho vai-nos dizendo adeus.

rosafogo
natalia nuno
imagem da net

poema de 11/09/2012...Fuzeta, Algarve.




2 comentários:

Jorge Sader Filho disse...

"e eu dormito neste sonho
de vidro colorido."
Que passagem delicada!

Carinho,
Jorge

Natalia Nuno disse...

Grata Jorge pela visita,
bem hajas,,,saúde te desejo e sucesso também.

Beijinho
natalia