Seguidores

terça-feira, 3 de julho de 2012

DESASSOSSEGOS DA ALMA


O silêncio ressoa,
magoa,
queima...
E o tempo teima!
Esquecida de mim
quebram-se-me os braços,
não ouço nem lembro meus passos.
Consumo-me nas horas absortas
Nas marcas do tempo
nas ilusões mortas.

Uma ermida na solidão
Campos de névoa, águas visíveis
e invisíveis,
nos olhos tristes.
E no coração?!
Uma região de pranto
Uma dessimulada agitação
Um bater de desencanto.

Sonhos? Ousados...! Ficando
lembrados,
no meu mundo íntimo...
A sete chaves trancados!
Esperando e desejando
alcançar serenidade.
São rebates de esperança e saudade!
Pássaros pousados na minha mente
Esvoaçando em mim lembranças
Até indefesa adormecer docemente...

Acresce a minha ansiedade
neste tempo que magoa,
Trazendo-me cabelos de  prata...
Já o silêncio  ressoa,
neste embalo que o coração acata.

E meu pensamento cheio do que sonha
parecendo infantil!

Devolve-me a infância risonha
e a saudade do meu tempo estudantil.

rosafogo
natalia nuno
imagem da net

.

4 comentários:

PÈTALA disse...

Olá Natália

Nesse coração o sol se desenha
Em verdes campos de primavera
Existe em cada palavra uma senha
Que na alma descerra a quimera!

Olhos percorrem silêncios de vontades
Deslizando em pétalas de suaves afagos
Em investidas de aromas de saudades
Vindas em pé de lá para evitar estragos!

Em charnecas de flores silvestres
Por entre roucos gemidos da voz
Se percorrem veredas agrestes
Como água do rio chegando á foz!

Neste contornado desassossego
Onde memórias atacam no leito
Juntando nadas, em aconchegos
Tentando neles descansar o peito!

Beijo

Pétala

Natalia Nuno disse...

Bem se não és poeta, eu que sou?
Bom Poeta digo eu que és!

Nunca cansarei de te dizer...às vezes tenho pena do tempo não chegar para tudo o que eu penso fazer, como por exemplo agradecer-te duma forma gentil mas passo por aqui um pouco apressadamente, mais dia menos dia tenho que desistir de alguns sites onde colaboro, porque me sinto cansada. Desculpa o desabafo,
Te agradeço de coração hei-de colocar tudo isto bem visível e começar nas tertúlias a declamá-los

beijo

Natalia Nuno disse...

Volto ainda para te dizer...quantos não gostariam de ter o teu dom, escrevem umas coisinhas e publicam que se farta, e tu com tão boa poesia, desperdiças a arte que Deus te deu... não concordo.

Não leves a mal, é a minha opinião e eu sei do que falo!

Faz uma recolha de tudo isto e apresenta à Temas Originais ou à Lua de Marfim e verás como tenho razão.

beijo

PÈTALA disse...

Olá Natália

Só corações amorosos podem dizer e fazer o que te propões e respectivos conselhos! Nada me move para além do gosto pela poesia!

Nunca imaginarás tudo que já escrevi, rasguei, se perdeu!

Só podes ser pessoa muito querida! Fico-te muito agradecido por tudo, mas essencialmente, por me leres!

Beijo