Seguidores

sábado, 28 de abril de 2012

noite sem fim...




































credula de sorrisos e encantos
é a  mocidade
agora a olho com olhar de incredulidade
presa aos sorrisos e encantos
caprichos e sentimentos tantos.
quanto tempo durou?
quanto tempo passou?
estranho é o mundo que povoa
a minha solidão,
porque se tem saudade,
talvez nunca se saiba a razão.

tempo memorável e festivo
tão diferente deste agora que vivo.
O tempo me esmaga
me gasta...
mas meu coração não se afasta
a vida não enjeita
e nem a saudade rejeita.

cada hora voa no seu correr altivo
e a lembrança me surge
com infantil ardor
e assim vivo...
dando à vida valor.

e dito e feito o tempo reduz-se a nada
sinto-o no mais profundo de mim
a hora boa que um dia me foi dada
é noite longa agora...noite sem fim.

rosafogo
natalia nuno

Sem comentários: