Seguidores

sábado, 17 de março de 2012

INSOLITA ALEGRIA













Eu sinto e me extasio
Quando a lua me vem segredar
Que a noite está por um fio
E os sonhos em mim pernoitar.
Sinto a minha alma tocada
Meu coração sossega no peito
O amor acontece lá mais na madrugada
Nesta noite de tempo perfeito.

O sonho toma conta dos meus
sentidos
Num sossego me detenho
Me aconchego em pensamentos
estremecidos
Lembro os rostos que beijei
no aroma da infância...
Nem sei se me acostumarei,
a esquecer a distância.

Dói-me a recordação
que trago no olhar
e no coração,
da criança sentada à sombra do loureiro.
Amada p'las nuvens e p'lo rio
Nascente de luz e cheiro
Que nesta noite do tempo acaricio.

Insólita alegria
Que ainda em mim sobrevive.
Nasci olhando a água, era dia
de tempestade,
do ribombar do trovão.
Desse tempo a saudade...
ainda trago no coração.

rosafogo
natalia nuno

5 comentários:

manuel marques disse...

Passei,li,gostei e deixo um abraço.

Natalia Nuno disse...

Obrigada Manuel.

Um abraço com desejo de boa semana.

Gracita disse...

Oi... Vim conhecê-la e estou me apaixonando pelo seu trabalho, a começar pelo título do blog que é super convidativo. Seus poemas são um deleite para a alma. Sou apaixonada por poesias e seus talento para esculpir os versos é encantador. Parabéns.
Beijinhos de luz
Gracita

Natalia Nuno disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Natalia Nuno disse...

Muito bem vinda Gracita, fico feliz
com tua visita e com o teu apreço.É bom sabermos que a nossa poesia aquela que criamos com amor é sentida também p'los amigos.

Muitgo obrigada, tem um óptimo dia.

beijinho
da natália nuno

19 de Março de 2012 06:08