Seguidores

terça-feira, 7 de fevereiro de 2012

QUE HORAS SERÃO?




Marcas da idade
Sinal de cansaço
Cicatrizes que dão saudade
de voltar atrás no passo.
No peito bate um coração
Tenho tanto medo
Que me deixo levar p'la mão.

Sou ainda aquela menina
Do vestido de organdi
E a saudade repentina
Ressuscita, tudo o que já esqueci.
Olho ao longe e vejo
Violetas no jardim
Sento-me no banco, cresce o desejo
E a esperança ainda te traz a mim.

O dia já envelhece
Morre o sol no parapeito
Que horas serão?
Não é que me interesse!
É apenas este jeito,
de querer o tempo parar,
meus lábios dos teus aproximar.
Apaguemos as luzes...
não vá a vida querer nos separar.

natalia nuno
rosafogo

Sem comentários: