Seguidores

segunda-feira, 31 de outubro de 2011

DIGO NÃO OU DIGO SIM?

H. Zabateri decoupage

Saudade é coisa que dói
Vigia o pensamento que esquece
Tanto o tempo que foi
Que é noite e não amanhece.
Toca com os olhos as imagens
que deixámos atrás
Toca com os dedos a solidão
em mim
Traz a nostalgia e faz
que me entregue como rio ao mar
 a ti assim...
Digo não, ou digo sim?
A esta força que me faz mover
Ao toque da tua mão
Digo sim, ou digo não?
Caio num abismo 
de prazer!
Saudade do meu olhar-te
Da minha respiração sufocada
De contemplar-te
Saudade é agora rajada.
Lembrando a juventude generosa
Porquê calar tanto sonho
nesta noite silenciosa.

rosafogo
natalia nuno
imagem do blog imagens para decoupage

2 comentários:

rosa-branca disse...

Olá Rósinha, mais um lindo poema de saudade com aroma de nostalgia. Adorei. Beijos com carinho.

Digas sim ou digas não
Eu sei qual é verdade
É que esse teu coração
Chora sempre de saudade.

Natalia Nuno disse...

É verdade Rosinha, nesta minha idade que mais falar senão de saudade?

Beijinho amiga
grata pela visita