Seguidores

sexta-feira, 16 de setembro de 2011

ASSIM É MINHA POESIA



Vão e vêm sem sentido,
pensamentos como água correndo,
acotovelam-se sem encontrar o perdido,
como labareda ardendo.
Trespassam minha lembrança
Pintam-me o Mundo de fantasia
Sulcam meus sonhos de criança.
No coração todavia?
Há um renascer que é fogo
Uma ansiedade noite fora
Às vezes o esquecimento,
onde me afogo,
na saudade que sempre em mim mora.
Quero lembrar apenas o colorido
da infância.
Da saudade que houve
e sempre em mim estará.
Que não se vê nem se ouve
E que o tempo de mim não levará.
Giram os pensamentos velozmente
Minha vida é tudo e nada!
Escrevo palavras docemente,
para que continue contentada.
Deixo-a correr ao sabor
Faço-lhe confidências de amor,
e bendigo-a em poesia
Essa que é meu pão de cada dia.

rosafogo
natalia nuno

Sem comentários: