Seguidores

quinta-feira, 19 de maio de 2011

DESILUSÃO

Recados de Pensamentos

Nas meninas dos meus olhos
Lágrimas rumam perdidas
Vazias de esperança, escolhos
Sonhos de esperanças caidas.
Abro meus pulsos veia a veia
Para afogar meus sentimentos
Sou do mar a maré cheia
E naufrágo em tormentos.

Minha voz se torna agreste
Meu rosto desencantado
Que amor foi este que me deste?
Que é um  mar encapelado.
É a maldição do vento
Que até me deixa em quebranto
Mas sempre no meu pensamento
Porquê, eu te amo tanto?

Que amor é este que me queima
Que é feitiço em mim
Mas que meu coração teima
Que é doce amar-te assim.

E fico à espera que venhas
Como havias prometido
Foge a noite raia o dia
Impossível que não tenhas
Um pouco de amor mesmo fingido
Que me devolva a alegria.
Guardo o toque da tua pele macia
Sinto-o nos meus seios laranja
Teu cheiro a rosmaninho florido
O brilho que o teu olhar esbanja
Quando de loucura perdido.

Ruidoso o vento sopra lá fora
E tu me dizes que não!
Meu coração te namora
Pobre do meu coração.

natalia nuno
rosafogo

Sem comentários: