Seguidores

segunda-feira, 25 de abril de 2011

NÃO ENTENDO! NÃO ENTENDO!



Meus olhos são como pássaros
Que voam sobre o mar
Deixo-os ir de mim
Todo o tempo que restar
Preciso mantê-los vivos longe do fim.
É a certeza de viver
A certeza de que se vai de viagem
Ver...ver para crer!
Que a Vida não tem paragem.

No coração, também levo bagagem
E os passos são lentas passadas
Lentas já, porque é longa a viagem
Embaciam-me as vistas cansadas


Sinto a benção do vento
Levo as palavra quieta
E tantas coisas no pensamento
Que nasceu para morrer poeta.

Como o tempo nos gasta!
Como nos quebra em pedaços
Como apetece dizer-lhe, basta!
Deixa meu rasto, larga meus passos.

Não entendo! Não entendo!
Somos como chuva que vive
Enquanto está batendo
Não entendo! Não entendo!
Que venha a morte e nos prive.
Do pouco que estamos vivendo.

natalia nuno
rosafogo

imagem do blog-imagens rosas e flores

Sem comentários: