Seguidores

terça-feira, 15 de março de 2011

POETA DE MERDA



Quando eu morrer
Não quero nem uma rosa arrancada
Nem da rosa um só espinho
Não quero ser perturbada
No silêncio do meu caminho.
Continuarei a poesia inacabada
Nem me perguntem como sei
Eu afinal não sei nada!
Mas nem lágrimas quererei.

E se coragem houver
Digam agora
que sou poeta de merda
Nesta hora,
Haja quem diga o que lhe aprouver
Porque depois é simples perda.
Digam, que escrevo
e não deixo nada.
Que só me atrevo
A falar de saudade
Que a  poesia é água parada
Correndo às vezes com intensidade.

Levo-a guardada
No silêncio do coração
E na minha alma desordenada
E ainda que não valha nada!
Vou querer sempre tê-la à mão.
Digam que sou Poeta louco
Mais um que da terra se afasta
Que o vosso ruído será muito pouco!
Pois vôo sem asas e isso me basta.

Pela última vez vos proponho
Que digam mal aqui e agora
Ou deixem-me de vez o sonho
O único que resta, agora que vou embora.

rosafogo
natalia nuno

8 comentários:

Sonhadora disse...

Minha querida

Hoje passando apenas para oferecer o meu selinho de 500 seguidores, com muito carinho.

Beijinho
Sonhadora

Natalia Nuno disse...

Vamos ver se consigo ir buscá-lo e colocá-lo aqui pois me daria imenso prazer minha amiga querida sonhadora.

Grata
beijinho

Avozita disse...

Poeta de merda
é aquele que não sente,
que escreve sem mente...

Tu és POETA, sim.

Beijos

Mrs Lima disse...

Adorei! Revolve, mexe com o que está estagnado e abre espaço para o novo. Sou sempre otimista, afinal, a merda vira fertilizante, não é mesmo?!

Natalia Nuno disse...

Obrigada Avozita, por gostares e estares sempre comigo.
Beijo

Natalia Nuno disse...

És fantástica Sílvia, sabes às vezes necessitamos dumas mensagens positivas, que nos dêem um pouco de merecimento, senão desanimamos amiga.

Beijinhos, grata pelo teu comentário.

ausenda disse...

Li, reli e vai ficar comigo!
Eu já sabia que eras, mas com este poema, não há ninguém que me convença que não és uma poetiza de muito valor!
Soube-me a Ary dos Santos...fantástico Natália!
Onde quer que vás, leva o teu sonho, defendo-o com toda a tua força, de seres poeta de verdade!

Beijinho

Natalia Nuno disse...

Que bom Ausenda, é uma felicidade ter-te como amiga, as tuas palavras me entram na alma, és uma amiga que sempre me encorajou e de quem eu gosto muito.
Obrigada pela tua disponibilidade e generosidade.

Beijinho também para ti.