Seguidores

sábado, 19 de março de 2011

ALUMBRAMENTO



Hoje olhei o mar
E falei com o firmamento
Me embalei no seu ondear
Aventurei meus sentidos nele adentro
Fiquei verde de esperança
E em meu coração
Infinita bonança.

Ergui uma barreira
Nos abismos da escuridão
Esqueci o rumo perdido
E à minha beira
Ventos trocados virão
A minha força pode ser pequena!
Mas eu saberei que valeu a pena.

Hoje olhei o mar
É grande em mim a ânsia de querer
a esperança agarrar
o sonho sonhar
O sonho do ser e do não ser.

O vento brinca nas alturas
Canta uma canção que me abraça
Colorida de esperança e ternura
Dizendo-me que a vida não acaba, apenas passa.

No silêncio do meu peito
Paira a Poesia da Vida
A escrevo com a alma deste meu jeito
Nesta tarde enlanguescida.

rosafogo
natalia nuno

2 comentários:

sei lá! disse...

Bonita, tranquila!!!
Beijinho.

Natalia Nuno disse...

De que vale insurgir-me contra o tempo?
Hoje está um dia lindo, fui até à beira mar e
regressei de alma lavada.

Obrigada amiga
beijinho e bom fim de semana.