Seguidores

quinta-feira, 7 de outubro de 2010

FOLHAS AO VENTO













FOLHAS AO VENTO

Folhas rasgadas em pedacinhos
Cartas dilaceradas por emoções
Silenciosos foram os caminhos
Que puseram a bater estes corações.

Ah...mas hoje é fraca a minha vontade!
Faz tempo não corro atrás do carteiro
Meu passo já me proíbe e até a saudade!?
Vive a esbracejar, chegando primeiro.
Pedaços são levados pela ventania
Dispeço-me destes restos de papel
São agora folhas caídas... e eu vazia,
Me contrario e endureço, amarga como fel.

Mas antes que a voz me falte de todo
Ou se vá o meu entendimento!?
Direi de viva voz, e a meu modo!
Que já é de paz este meu lamento.



rosabrava

Sem comentários: