Seguidores

segunda-feira, 18 de julho de 2016

vôo...

abandonei a minha sombra, deixei com ela tudo o que sonhei, quero ser livre como a música do vento por entre a folhagem... sentir o impulso do sangue no coração a bater, e trocar a cinzenta sobrevivência pela claridade, até à felicidade dos tempos...levarei apenas a tua recordação, ela que habita em todos os lugares de mim.


natalia nuno

2 comentários:

Jaime Portela disse...

Belas palavras.
E muito poéticas, querida amiga.
Natália, tem um bom domingo e uma boa semana.
Beijo.

Natalia Canais Nuno disse...

Agradeço a presença Jaime assim como o apreço
pela minha tão singela escrita, e também desejo óptima semana
para o amigo que estimo.

beijo