Seguidores

segunda-feira, 18 de julho de 2016

loucura do instante...

nas m' mãos, existe um jardim... num dos canteiros um pássaro livre, que canta e parece que estreou o mundo, no outro há uma rosa que vive talhada de solidão e vazio profundo... no centro, uma fonte de água amanhecida, p'las lágrimas choradas na vida...



natalia nuno


2 comentários:

helena de paula disse...

Parabéns querida amiga.TUA POESIA E SEMPRE SERÁ ALIMENTO PARA NOSSAS ALMAS.ADORO LER-TE.BJOS

Natalia Canais Nuno disse...

És uma querida amiga...obrigada pelo teu apreço à minha escrita...um
grande beijinho