Seguidores

sexta-feira, 25 de setembro de 2015

O beijo...




















pequena prosa poética





O beijo



Quanto tempo diz-me?! O mito dum amor silencioso que nos envolve, que corre como águas felizes e brisas de mil sombras...em plenitude no mais amplo aroma da juventude, como se ontem fosse hoje... diz-me quanto tempo levarei a acostumar-me à tua ausência e à ansiedade em que a minha alma navega... a folhagem do outono que cai, talha esta tristeza em mim e deixa-me alucinada e só...cai a lua sobre a buganvília, nas videiras o vinho, na ramada as borboletas e faz-se noite, ouço ao longe sussurros de flautas e sinto uma presença como se estivesses de volta, assomo à varanda do sonho onde a terra é jovem, solta-se já o esplendor da manhã, abandono-me à alba deste dia novo e recordo o teu beijo...com saudade!

natalia nuno

2 comentários:

YellowMcGregor disse...

"Não caminho para o verão, bem sei,
Mas mesmo o mais frio inverno,
Poderá ser apaixonadamente aquecido
Pelas chamas de um beijo terno".


Com um ramo de :-) (sorrisos)

Natalia Canais Nuno disse...

Grata meu caro amigo pela visita e leitura desta pequena prosa... escrever o que nos dita o coração, parece-me ser o alívio para a saudade que já se faz aumentar com o tempo que vai passando aceleradamente...

Meu abraço