Seguidores

sexta-feira, 14 de agosto de 2015

volta e meia...trovas soltas



tece seu curso a vida
persiste em mim saudade
também a levo tecida
no coração com verdade

já o sono me venceu
da minha história o fim
maldição a vida me deu
andou à revelia de mim

de soberba ela tão cheia
subestimando meu querer
esta vida volta e meia...
fez de mim pobre mulher

já o espelho me provoca
olho-o com provocação
se pensa que me põe louca
não vou olhá-lo mais, não!

natalia nuno

Sem comentários: