Seguidores

quarta-feira, 10 de junho de 2015

Ai de mim...ai de mim!



Surge orgulhosa a rosa
no roseiral
quis a sorte
que não tivesse rival
há sempre um perigo eminente
o vento que a faz tremer
razão mais que poderosa
para a rosa desfalecer.
é bonita segundo uns
segundo outros é formosa
talvez pareça vaidade
vantagem ou desvantagem
ou apenas a saudade
que ela traz da sua imagem.

Traz a alma enriquecida
de amor...que é sentimento e vida
amor não é palavra banal
da vida é o maior festim
ai da rosa do roseiral!
Ai de mim ... ai de mim!

A afrontar a tempestade
do tempo que lhe traz saudade
palavras são ventura
que esmola por caridade...

natalia nuno
rosafogo



2 comentários:

Gracita disse...

Que lindo versejar!
A rosa soberbamente enaltecida por tuas lindas e eloquentes palavras
Rosa... linda e formosa! A tua beleza inspira Amor
Beijos minha amiga e um doce sorriso

Natalia Canais Nuno disse...

Querida Gracita, tenho andado pouco inspirada devido a problemas de saúde, mas chega sempre um momento em que a poesia chama por mim. Fico grata pelo teu carinho.Desejo boa semana.

Beijinho querida amiga.