Seguidores

terça-feira, 8 de janeiro de 2013

um resto do sonho...



reflecte-se a lua sobre os telhados
a frescura da noite roça-me o rosto,
vinda da folhagem do salgueiro,
ali do lado oposto.
trago os olhos fatigados,
mas hei-de subir a encosta,
com meu traje domingueiro,

solto ao vento fitas de cor
e o tempo deixa de correr
nos cabelos trago flor
nos lábios um riso florido,
e bordado a seda o lenço
com meu nome
e apelido.

e eu sem senso...
vou ter forças para tanto?
sonhos são borboletas tontas
à vida ando deitando contas,
gemeu-me o coração e eu fiquei
à espera...
e o tempo me falou...
tudo o que sonhas, passou,
e quem espera desespera.

minha esperança anda p'lo chão
silêncio em mim... e de verdade?
descubro que é a saudade
onde estou
e onde vou,
com ela abraço a vida,
causa-me estremecimento,
se apodera do pensamento,
é ferida,
que faz doer,
se cruza nos meus dias
num tempo sem saber,

que lágrimas, também são
feitas de alegrias.

luto contra a dureza
do tempo e dos traços sorrateiros
que em mim fez nascer
com clareza
e brevidade,
um pássaro os veio trazer
numa manhã de vento e saudade.

natalia nuno
rosafogo
imag-net

2 comentários:

Sonhadora (RosaMaria) disse...

Minha querida

Vou passando sempre aqui para te ler, sabes que adoro.
passo quase sempre em silêncio, mas hoje parei para te desejar um Feliz 2013.


Um beijinho com carinho
Sonhadora

Natalia Nuno disse...

Olá Rosinha, e eu amei a tua mensagem, desejo também para ti tudo bom... Feliz 2013.

Beijinho amiga